PDTIC - Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação

 

Segundo definições do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP - link para um novo site):

"o PDTIC é uma importante ferramenta de apoio à tomada de decisão para o gestor, habilitando-o a agir de forma proativa, contra as ameaças e a favor das oportunidades. O PDTI representa um instrumento de gestão para a execução das ações de TI da organização, possibilitando justificar os recursos aplicados em TI, minimizar o desperdício, garantir o controle, aplicar recursos naquilo que é considerado mais relevante e, por fim, melhorar o gasto público e o serviço prestado ao cidadão.

O plano deve ser anualmente revisado de forma que as estratégias estejam alinhadas à missão organizacional, considerando a atuação do órgão, bem como as questões referentes à evolução de tecnologia.

O PDTIC 2016 contém a relação de projetos prioritários para o departamento e instituição, e as unidades auxiliam no desempenho do planejamento e execução do todo.

 

PDCA (Planejar - Executar - Verificar - Agir) 

... é uma das funções essenciais da Administração Pública. Mais do que uma boa prática, o planejamento é um dever jurídico atribuído ao Poder Público pela própria Constituição Federal (art. 37).

A Administração moderna é obrigada a assegurar com rapidez, transparência e economicidade as atividades que lhes são afetas, otimizando suas atividades ao utilizar os meios mais idôneos ao atendimento de suas finalidades.

Nesse contexto, o planejamento dos órgãos públicos deve ser elaborado com o objetivo de promover o interesse público, utilizando os recursos para beneficiar a sociedade de forma transparente, sustentável e efetiva.

 

Resumidamente, as seguintes etapas estão envolvidas no processo de planejamento do DTIC do TJPR, são:

  1. Anualmente é realizado a priorização dos objetivos estratégicos que irão compor os planos e ações do departamento (priorização);
  2. Seleção das iniciativas estratégicas de maior relevância para os objetivos estratégicos priorizados;
  3. Reavaliação dos Indicadores existentes;
  4. Definição de projetos e/ou ações que influenciam os indicadores e as metas definidas;
  5. Criação do plano de melhoria e correlação deste com os itens de gerenciamento da rotina;
  6. Desdobramento do plano e cronogramas;
  7. Revisão periódica do plano (se for o caso, ajustes no plano ou padronização das ações bem-sucedidas);
  8. Revisão anual;
  9. Melhoramento do processo de planejamento e criação do plano do próximo ano, retroalimentando o passo 1, o que configura o ciclo PDCA para o Planejamento.

Chama atenção o fato de que, ao se chegar ao passo 9, há a retroalimentação do ciclo, pois é a partir desse momento que se analisa a nova situação atual e se traça a situação futura desejada.